Fhits Fashion Day: My first look!

destaque_saia-plissada

Essa semana começou com muitas novidades para o Fhits!

alice_saia_plissada_01

Quem me acompanha pelo Instagram, sabe que desde segunda, dia 27, estou em Fortaleza – ao lado do meu Fhits Team – para o Fhits Fashion Day – evento feito em parceria com o Shopping Iguatemi Fortaleza para compartilhar informação de moda e interagir com a população local!

É a primeira vez que faço um evento na capital cearense, e está sendo um enorme prazer participar de um momento tão importante para o fashion business local.

O momento é de estreitar laços, partilhar conhecimento para, assim, criarmos, todos juntos, novas possibilidades de crescimento aqui no país.

Vou reservar um post só para falar sobre esses 4 dias que estou passando aqui no Ceará! Mas, enquanto isso, queria falar sobre o look que usei para fazer o meu Trend Talk de abertura do evento.

alice_saia_plissada_02

Para o primeiro dia, eu me inspirei no post que fiz sobre saia plissada metalizada longa essa semana, aqui, no blog! A minha foi comprada em Paris na última temporada de moda internacional.

O ponto de partida para criação do meu look foi a tendência metálica – que amo e estou aproveitando ao máximo! A camisa branca com manga fluida e laços foulards na gola trouxe um quê romântico à produção, quebrando um pouco o efeito shine que a saia longa (que, agora, vem mais encurtada, acima do tornozelo), a flat (da Azaleia) e o casaqueto em lurex (by Carol Bassi) trouxeram à composição.

Nos acessórios, ela: a minha bolsa da Gucci da coleção Dionysus – um trabalho magistral feito pelo estilista super cool Alessandro Michele.

alice_saia_plissada_03

A produção trouxe em si uma certa leveza. Resume a minha gratidão por mais esse passo que o meu Fhits deu!

Hoje volto para São Paulo com o coração cheio de saudades! Obrigada, Fortaleza!

See you soon!

Beijos, Alice

205 pessoas curtiram este post

Leia também:

New Vision: Saia Plissada Metalizada

destaque_lissado_Lame

Plissado_Lame_01

Uma das tendências que mais me encantou nas últimas temporadas internacionais foi, sem dúvida, a saia plissada!

Antiga modelagem dos uniformes de escolas católicas, a peça é símbolo clássico de feminilidade e sofisticação.
Plissado_Lame_02Seguindo a aposta de muitas grifes internacionais, o modelo em versão mídi passa a vez, agora, para os recortes alongados.

O mais interessante é que a tendência, neste caso, explora outras duas esferas, vistas, também, nas passarelas:  os metalizados e os shapes assimétricos.

O resultado é um mix super moderno e traz um novo olhar sobre peças tradicionais que, até então, não fugiam da sua natureza clássica.

Plissado_Lame_05É incrível quando um estilista cria um novo olhar em peças que eram reconhecidas por seu caráter histórico e imutável, oferecendo um novo desejo de consumo.

Essas releituras – primeiro no modelo mídi, e agora no longo – possibilitaram uma maior aceitação (e agregação) do clássico modelo, permitindo, assim, novas combinações!

Plissado_Lame_03A moda tem “brincado” com esses padrões, reinventando-se em novos estilos. Isso, por exemplo, aconteceu com a saia longa plissada metalizada em lamê, que permuta entre looks sofisticados e esportivos sem perder o seu ar fashionista.

Plissado_Lame_04Além das passarelas, ela tem invadido o street style de forma relevante: são mil possibilidades – sem regras e sem medidas – que combinam com vários perfis.

As composições são inúmeras: com sneakers, flats, botas, moletom, tops, camisas, cropped, bomber jackets, tricô… Enfim!

Basta encontrar quais peças abraçam o seu estilo e viver todas as oportunidades que a moda oferece! Eu já encontrei a minha, e mostro por aqui em um próximo post!

Beijos, Alice Ferraz

186 pessoas curtiram este post

Leia também:

My view: Resort Collection 2017

resort_2017_destaque

O calendário de moda há um tempo era formado por duas temporadas tradicionais (o prêt-a-porter e a haute couture).

Com o passar do tempo e as exigências do mercado, as grandes grifes viram a necessidade de adaptar suas coleções, que então ganharam novas versões: primavera/verão, outono/inverno e as chamadas Resort ou Cruise Collection – estas últimas sempre apresentadas entre as estações.

Hoje, darei destaque a 3 coleções que capturaram o meu olhar. Cada uma com seu estilo e personalidade, mas todas com um conceito de moda que vai além de apresentar tendências.

Vamos a elas:

resort_2017_01

Depois da histórica conciliação política entre Barack Obama e Raúl Castro, em abril de 2015, Cuba nunca esteve tão em evidência – chamando a atenção, também, da cena fashion, principalmente aos olhos de renomados estilistas frente às grifes internacionais. Foi o caso de DVF, em 2016, e Chanel, com seu último desfile – tão comentado – em Havana.

Agora, foi a vez da Valentino, sob olhar de Maria Grazia Chiuri e Pierpaolo Piccioli, mostrar a força da cultura cubana em sua coleção Resort 2017.

A coleção fez uma verdadeira viagem metafórica, resgatando diferentes “memórias” do país, resultando em cores densas, estampados, bordados e plissados.

As modelagens ganharam silhuetas bem marcadas (lembrando muito o recorte dos anos 50) e a borboleta branca, flor considerada um dos símbolos da nação, ganhou versões coloridas em saias e vestidos mídi, misturadas com casacos em animal print e suéteres ombro a ombro listrados.

resort_2017_02

A clássica camisa guayabera ganha diferentes versões, ora com minuciosos detalhes em bordados de borboletas, ora como modelagem para servir como base de delicados vestidos de renda.

resort_2017_03

A clássica assinatura da maison de trazer peças que respiram leveza e suavidade revisita a coleção com outro olhar, agora acompanhadas por cores densas e maxi bordados de mariposas em saias fluidas.

resort_2017_04

O vermelho aparece poderoso, imprimindo a fortaleza feminina, sem perder o romantismo e a pegada vintage da grife. O trabalho handmade de rendas e estampas florais com outros materiais fluidos, que lembram muito o chiffon e o tule, ganham vez em shapes contínuos e estruturados.

No mínimo, encantador!

resort_2017_09

Sob comando como diretor criativo da marca há uma temporada, Simon Holloway trouxe sutileza à coleção de Agnona.

À primeira vista, quando se vê as peças desse novo trabalho da grife, imediatamente, pensa-se em delicadeza, fluidez, simplicidade e leveza.

resort_2017_10

Mas, o resultado foi reflexo do aguçado e articulado olhar do novo estilista da grife, com seu alto grau de conhecimento na indústria têxtil, escolhendo “a dedo” os melhores tecidos para compor esse efeito soft da coleção.

resort_2017_11

A cartela de cores neutras, com destaque para o bege, que ganhou incontáveis versões em seda, algodão de lã e chiffons de alto padrão.

resort_2017_05

 

Outra grife que merece uma salva de palmas por seu trabalho impecável e ultra feminino é Carolina Herrera.

O ano é de comemoração (em 2016, a maison celebra 35 anos de fundação), e parece que foi o ponto de partida inspiracional para que a estilista venezuelana retornasse à clássica assinatura da marca: peças ultra elegantes, sofisticadas e atemporais, aliadas à tecnologia de ponta.

resort_2017_06

O resultado foram peças maravilhosas, com refresh jovem, num perfeito jogo de cores e listras, que ganharam vez em vestidos com maxi fendas, croppeds e conjuntinhos acinturados.

resort_2017_07

resort_2017_08

Modelagens construídas, peplum, estampas florais, plissados, chokers, shorts de cintura alta e pantalonas também fizeram parte da coleção.

Um trabalho que refinou a essência da maison, conhecida por sua luxuosa originalidade e rigoroso dress code.

Aqui, a palavra de ordem é elegância!

As coleções Resort tem o objetivo de tornar a experiência de compra muito mais rápida e prática, não tendo a necessidade de apresentar suas peças em mega shows. O resultado é único: see now, buy now!

Vale a pena ficar atento a essa nova visão de moda no fashion business.

Beijos, Alice

197 pessoas curtiram este post

Leia também: