Truque do dia: SAIA na moda

tituloSaia a gente usa desde pequena! Para sair, passear, ir à festa. No verão, é melhor, mas no inverno também dá se tiver uma meia calça para combinar.

Mary Quant gostava das minis. Já a Chanel, achava feio e quis só mostrar os joelhos. É, beleza não é o ponto forte deles não.

Na mala de viagem basta levar uma. De dia, combine a mini com um loafer ou espadrille. São ideais para longas caminhadas. À noite é hora de subir no salto. Se for do Giuseppe Zanotti ou Gianvito Rossi vai arrasar!

Apegou e guardou aquela dos anos 80 até hoje? Conselho: detone ainda mais e use muito!

Separei as mais lindas que encontrei! Como ter boas referências é tudo nessa vida, vamos ver para inspirar!

blog-da-alice-ferraz-saias-moda-tendencia

Êvase, em A, envelope, assimétrica, longa, de couro, estampada, plissada, cheia de recorte, de alfaiataria, lápis, midi, mini, bordadas…Ufa! Faltou o ar! Agora vamos lá: escolha o modelo que favoreça a sua silhueta, capriche na gym para mostrar as pernas com empolgação e daí, SAIA na moda feliz da vida!

77 pessoas curtiram este post

Leia também:

De carro pela Suíça!

Contei pedacinhos e pedacinhos das minhas férias na Suíça aqui no blog, mas tinha deixado de fora uma parte muito legal que fez toda a diferença na viagem: o fato de que eu e meu marido escolhemos fazer um tour diferente!

Queria conhecer a Suíça de uma maneira mais insider, ver mais de perto a vida, os lugares e não ficar só nos lugares mais turisticos. Queria também algo que o Fernando, meu marido, aproveitasse, então pesquisando e pesquisando descobri a maneira ideal para nós dois termos as férias que queríamos!

blog-da-alice-ferraz-ferias-suica-carro (1)

blog-da-alice-ferraz-ferias-suica-carro (5)

(Nosso primeiro carro, mais urbano e menorzinho, usado para passear por Lausanne)

Já tinha ouvido falar da Elite Driving Tours, empresa que promove vários roteiros diferentes pela Europa de carro, pois artistas como George Clooney, Arnold Schwarzenegger e Danny DeVito são fãs do serviço. Fui me inteirar mais e, depois que li no site tudo, era isso que eu mais queria fazer nas minhas férias! Pegar um carro e sair por aí, principalmente em um país desconhecido, é uma aventura, mas a Elite junta esse lado aventureiro com outro também mais seguro, já que os roteiros são montados e pensado nos mínimos detalhes. É como uma agência de viagem, porém em quatro rodas! Rs.

O roteiro que escolhemos foi o chamado “Swiss lagos e montanhas”, que são 3 dias/4 noites ao longo dos mais lindos ​​lagos e montanhas do país. Incluídos também estavam a visita privada de um fabricante de relógios de luxo, degustação de queijos suíços e noites em hoteis de luxo modernos. Outros que ainda fiquei com vontade de fazer foram o “Taste of Tuscany” na Itália, o “Bavarian e Austrian Summer Wind“, na Áustria e o “Cote d’Azur & Alpes Maritimes“, na Riviera Francesa! ♥ Quem sabe em breve?

blog-da-alice-ferraz-ferias-suica-carro (2)

(Conhecendo montanhas e vinhedos…)

blog-da-alice-ferraz-ferias-suica-carro (3)

(Fomos na Louis Moinet, o inventor do coronógrafo. Os colecionadores amam e têm relógios de 4 milhões!! O senhor que faz os relógios que conhecemos na visita trabalha nesse ofício há mais de 50 anos. Só na Suíça se encontram experts, verdadeiros artistas que fazem à mão. E tive a chance de colocar a mão na massa!)

Depois de escolhido o roteiro, você tem a opção de ‘faça você mesmo’, com GPS pré-programado – escolhemos esse! – ou também tem como contratar um motorista para guiar. Como o carro vira a sua casa durante esses dias, é super importante escolher bem – e todas as opções da Elite (tem mais de 400!!!) são ótimas! Difícil foi chegar a um consenso, já que os homens tendem a apitar mais nessa área kkk ;D

blog-da-alice-ferraz-ferias-suica-carro (4)

Enfim, recomendo e quero repetir a experiência em outras partes da Europa!

23 pessoas curtiram este post

Leia também:

Summer Pop-Up Stores em NY!

Aaaah o verão…a estação mais maravilhosa do ano é uma alegria em Nova York. A cidade realmente se transforma – as pessoas vão mais para as ruas, a programação cultural é das melhores e muitas lojas resolvem também abrir lojas temporárias especialmente para a época! Passeando por aí encontrei três bem legais que valem a pena a visita e também a dica, já que brasileiros aqui de passagem é o que não faltam!

blog-da-alice-ferraz-pop-up-stores-NYC (1)

A Kate Spade lançou sua segunda marca, chamada Saturday, há poucos meses e com venda somente online. Já tinha fuçado no site, que tem o mesmo DNA da marca-mãe (amo!) e preços mais amigos (amo em dobro!), por isso foi um susto quando estava andando no Meatpacking District e vi uma parede amarela gritando. Com uma vitrine exibindo alguns produtos, fui logo indo pra porta para ver que ela não existe!! No lugar tem uma tela em que você pratica o verdadeiro Window Shopping (expressão usada pelos americanos de fazer compras imaginárias pela vitrine), selecionando por lá o que quer e eles entregam na sua casa em até 1h. Incrível é pouco.

Endereços: 175 Orchard Street, 154 Spring Street, 7 West 18th Street e 30 Gansevoort Street

blog-da-alice-ferraz-pop-up-stores-NYC (2)

Ô lá em casa! Não é nada difícil encontrar Havaianas em lojas de Nova York, mas a brasileirinha abriu seu espaço físico próprio (e temporário) também no Meatpacking District e na frente do High Line Park. Os preços são mais salgadinhos (cerca de $25), mas nada que chegue a assustar demais. Ótimo para comprar mais pares pro verão ou para presentear os amigos gringos. Eles amam!

Endereço: 74 Gansevoort Street (de metrô: estação 14th Street das linhas A, C ou E!)

blog-da-alice-ferraz-pop-up-stores-NYC (3)

Aquele sonho de ter um batom só seu agora pode se tornar realidade. Na Bite, marca de cosméticos canadenses que abriu um espaço no SoHo, é assim: você vai, escolhe a misturinha de cores que acha a sua cara e em 7 minutos o batom está pronto. Fácil assim! Tem até um vídeo no blog deles mostrando como se faz. Como a ideia é incrível, a loja vive lotada mas vale super a pena, né? Cada um dos batons sai por $28.

Endereço: 174 Prince Street – SoHo (de metrô: estação Prince Street das linhas N ou R!)

Vou investigar mais lojas e se encontrar conto aqui para vocês! ;)

PS.: está por aqui?! Não esqueça que o Manhatanhenge acontece amanhã, dia 12!

– Nathalie

13 pessoas curtiram este post

Leia também:

As rosas de Giambattista Valli

Tenho que engrossar o coro da Bi Rivetti (adorei o post sobre a história da Alta-Costura! Já leu?) e dizer que me encantei completamente com o desfile de Giambattista Valli. O estilista romano é um dos destaques da atualidade e, mesmo ainda começando a se mostrar no mundo Couture – ele só entrou na câmara em 2012! – mostra que dança afinadíssimo nesse mundo de fantasia e sonhos feitos em roupas.

blog-da-alice-ferraz-giambattista-valli-hc-fall2013

“Flores e cores são o que as mulheres querem de mim. É isso que eu as dou, mas cada vez me inspiro por algo diferente”, declarou Giambattista para o Style.com, e cumpriu a promessa. Cada look tinha claramente o elemento flor no meio, mas sabia que a inspiração foram porceladas de diferentes países? Em cada leva de look, ás vezes com linguagens tão distintas, ainda tinham sintonia por conta deste detalhe florido e multicultural. E esse bordado? De babar!

E preciso adicionar: bato palmas para a Cleuza Ferreira, dona da multimarcas de Brasília Magrella, que de tão fã não deixa faltar em suas araras peças de Valli. Ela é é uma das grandes empresárias de moda do Brasil e sabe como ninguém escolher a dedo os que nós, brasilieras, vamos querer usar. Fica a dica!

11 pessoas curtiram este post

Leia também:

Truque do dia: o poder da Alta Costura

titulo

O universo da Alta Costura é fascinante, cheio de frescurinhas e curiosidades. Lembro que quando comecei a estudar na faculdade, prestava a maior atenção do mundo no meu professor João Braga quando esse era o tema da aula. As prerrogativas são inúmeras para a marca ser considerada parte da associação da alta costura e por isso que, em 1910, foi criada a “Chambre Syndicale de la Couture Parisienne”, ativa até hoje. No começo do século XX eram 106 casas de moda. Hoje em dia, não mais do que 20.

Agora, se você é estilista e está pensando em fazer roupa de alta costura? Então, dê um google e procure pela Ecole de la Chambre Syndicale. É obrigatório estudar lá para aprender todas as técnicas, pré-requisitos e regras. Falando em regras, nunca me esqueci de algumas que aprendi com o João:

– Para começo de conversa, o termo ” Alta Costura” é exclusivo aos associados da Chambre Syndicale de la Couture Parisiense. Apenas os que cumprem todos os requisitos podem usar a denominação para chamar as suas criações de “Alta Costura”. E eu achando que bastava ser sob medida e em um super tecido.

– A marca não precisa ser francesa. Mas, deve ter sede própria, em Paris, em um prédio de no mínimo 5 andares, sendo um andar para desfiles. Bom que deve ser bem em conta a brincadeira. Além disso, o local deve ser escolhido a dedo. Mas, fique tranquila, que você tem três opções de avenidas bem importantes para escolher: Champs Eiisyées, Marceau e Montaigne. É bom que está cada vez mais fácil!

– Ter perfume é obrigatório. Aliás, é o ítem de maior venda. Em segundo lugar, os cosméticos. Em terceiro, os acessórios como as bolsas e sapatos, que fazem a nossa vida mais feliz, seguido pela prêt-à-porter e em último lugar a roupa de Alta Costura. Já entendi! Faz a fama no vestido e o caixa no perfume.

– Os modelos são artesanais, únicos e devem ser feitos a mão. Não podem ser costurado à maquina. Estamos falando de alta costura e não fast fashion.

Essas são apenas algumas das tantas regras. Enquanto isso, preparei o que eu considero The Best Of dos últimos desfiles da PFW Haute Couture:

blog-da-alice-ferraz-truque-do-dia-alta-costura

 

 

Curiosidades:

– Em 1950, havia em torno de 20 mil compradores e 3 mil clientes fiéis, ou seja, compravam com regularidade, tipo eu na Zara. Hoje em dia são 2 mil compradores e cerca de 200 clientes!

– O principal nome da Alta Costura, de todos os tempos, foi Cristóbal Balenciaga. Dominava a técnica, era criativo e tinha tino comercial. Pense nisso: ele desenhava, modelava, cortava, costurava e vendia. UAU! Showman total. Até os próprios concorrentes admitem que ele foi o melhor estilista que já se teve até hoje.

– A maior cliente da Alta Costura foi a norte-americana chamada Mona Von Bismarck, chegando a comprar de 60 a 80 vestidos por coleção. Foi criada até uma instituição onde estão todos os vestidos dela em Paris.

Todo o circo da Alta Costura é o grande laboratório e da onde saem as grandes idéias para o prêt-à-porter. Apesar de não ser a parte mais rentável é, sem dúvida, o primeiro dominó de toda fascinante engrenagem da moda. É poderosa e super importante. Marca épocas, cria tendências, nos inspira e faz sonhar!

93 pessoas curtiram este post

Leia também:

Dançando com Miu Miu

Hoje é feriado por aqui e nada melhor do que transferir esse sentimento de alegria…dançando! A nova campanha da Miu Miu é uma graça e já assisti o vídeo diversas vezes desde o seu lançamento, três dias atrás. O conjunto da música + polka dots + supermodels (obs.: tem até a Adriana Lima no meio, em uma quase rara aparição em luxury brands!) pra mim foi imbatível. Dá vontade de entrar no ritmo!

Play, play, play!

8 pessoas curtiram este post

Leia também:

Camiseta Camila Coelho – resultado do sorteio!

blog-da-alice-ferraz-resultado-sorteio-camila-coelhoSemana passada mostrei aqui a coleção assinada por Camila Coelho no F*Hits Shops e, entre as peças (todas lindas!) da linha, está a camiseta com o rosto da blogger. E por quê não sorteá-las? As duas sortudas que levaram essa foram Clecia Santos e Monique Werneck!

Obrigada pela participação e fiquem de olho em seus e-mails pois a equipe F*Hits entrará em contato ;)

 

10 pessoas curtiram este post

Leia também:

Truque do dia: Paris é uma festa!

foto-16

Sempre acontece isso: saio do verão europeu e volto com sede. Sede de conhecimento, de saber muito mais e vontade louca de correr atrás de tudo que me inspire e faça o meu coração bater mais forte. Adoro tudo que diz respeito a moda, essa é minha vida há anos, mas desejo tantos outros assuntos…Se especializar é imprescindível. Ficar uma pessoa monotemática, nunca! Estou em busca de muitos focos de interesse e de repertório para a vida toda.

Minha sogra é assim. Fico chocada com a quantidade de assuntos que ela domina. Do tipo manda muito bem em qualquer roda de conversa, nas mais variadas tribos e idades. É questionadora, curiosa, intensa, interessada. e cabeça aberta! Outro dia cheguei em casa e ela contava para as minhas pequenas sobre mitologia grega de uma forma lúdica e deliciosa de ouvir. Na semana seguinte, o assunto era a vida no formigueiro, a hierarquia entre as formigas. Tinha tanta propriedade como se fosse a formiga rainha. Quando me dei conta, estava eu e as duas minis contagiadas e prestando a maior atenção, como nunca imaginei que as formigas pudessem me interessar.

Experiências novas, paisagens jamais vistas, sensações inusitadas, desafios, bater papo com alguém muito diferente de você. Tudo que te faça pensar e reagir. Sair da zona de conforto, acredite, faz um bem enorme. Vida é esse aprendizado ilimitado. Por sinal, bem diferente do nosso cartão de crédito.

Andei vendo por Paris, parte 2:

blog-da-alice-ferraz-vi-por-paris2

Ao som de “Get Lucky“, da dupla (francesa!) Daft Punk com o rapper Pharrell, a música favorita do meu playlist, termino com uma antiga e sempre muito adequada frase: “Life is a journey, not a destination

68 pessoas curtiram este post

Leia também:

Prada e os próximos sapatos-desejo

blog-da-alice-ferraz-sapatos-prada-fall2013

Desde que vi o desfile Fall 2013 da Prada alguns meses meses, não consegui tirar da cabeça os sapatos apresentados nas passarelas. Uma pena que muita gente não notou, pois o comentário geral pela web foi da escolha do cabelo molhado das modelos! Como não é tudo que é desfilado chega realmente nas lojas, fiquei esperando ver se a minha aposta se confirmava e essa semana, quando vi a campanha nova acima, fiquei super feliz! Sim, os sapatos que amei são uma realidade!

Trendsetter como só Miuccia (ok, Marant também entra no time) é, não tenho dúvida alguma de que os sapatos serão uma grande tendência daqui para a frente. E não estou falando do seu tom metalizado e tiras, mas sim da sola ‘tratorada’ (dei esse apelido e ninguém mais me convence do contrário kkk!), grossa e com esses ‘dentinhos’ que lembram rodas de trator, galochas ou como mais quiser chamar.

blog-da-alice-ferraz-sapatos-prada-fall2013 (1)

Os meus favoritos foram os dois modelos marrons, o prateado com azul turquesa e a sandália e bota pretas. Poderosas demais, dão peso aos pés e vão muito bem em looks tanto casuais quanto mais leves, balanceando na silhueta.

Agora é só deixar o radar ligado para ver se minha previsão se confirma e as solas dentadinhas serão o próximo hit. Potencial não falta!

 

11 pessoas curtiram este post

Leia também:

Diversão no Six Flags!

(Já leu a primeira parte do post que fala sobre Coney Island? Clica aqui!)

Como contei no post anterior. sou maluca por montanha-russa. Ma-lu-ca! Adoro a adrenalina, o frio na barriga na queda e tudo que vem no pacote – menos esperar na fila, ha! Sempre tive vontade de conhecer o Six Flags, que é uma rede de parques de diversões com 18 unidades espalhadas pelos Estados Unidos, Canadá e México. Mesmo com dois deles aqui no estado de Nova York, escolhi atravessar a fronteira de New Jersey para ir ao Six Flags Great Adventure, o maior parque do mundo todo!

blog-da-alice-ferraz-six-flags-great-adventure

Logo de cara ele impressiona. Do estacionamento já dá para ver a monstruosidade de suas atrações e dá para começar a planejar qual será o primeiro brinquedo! Assim como os parques da Disney e Universal, o Six Flags também tem nomes de peso para ajudar a criar seu visual – os herois da DC Comics e os Looney Tunes. Claro que não emociona que nem o Mickey, mas também não deixa nada a desejar! Os Looney Tunes (Pernalonga, Piu Piu, Frajola, Taz e cia) estão completamente presentes na parte infantil, que é grande e deve divertir bastante a criançada. E os super-herois? Bom…eles dão o tom dos brinquedos de gente grande mais mirabolantes que já fui na minha vida. Tem duas temáticas do Super-Homem (uma dele bonzinho e uma dele malvado – mas não se deixe enganar, são todas divertidamente emocionantes!), duas temáticas do Batman (uma à luz do dia e uma no escuro) e a do Lanterna Verde, essa a mais legal de todas que já fui porque você vai no carrinho…em pé! Inusitado!

Além das montanhas-russas de personagem, tem uma de madeira muito incrível que lembra uma versão melhorada da do Hopi Hari, uma que é a mais alta e mais rápida de todas do mundo (#medos), na água, no Velho-Oeste…já deu para reparar que não falta o que fazer por lá, não? Ainda vale comentar que o parque tem uma área gigantesca dedicada a um Safari, tipo Animal Kingdom. Ouvi dizer que é incrível, mas não deu tempo de conhecer pois teve tempestade de trovão quando estava lá e tudo ficou fechado por 2h! :(

blog-da-alice-ferraz-six-flags-great-adventure (1)

blog-da-alice-ferraz-six-flags-great-adventure (2)

blog-da-alice-ferraz-six-flags-great-adventure (3)

blog-da-alice-ferraz-six-flags-great-adventure (4)

O Six Flags Great Adventure fica em Jackson, no estado de New Jersey e é bem entre Nova York e Pensilvânia (dica quente pra quem está na Filadélfia também!). Fui de ônibus saindo do Port Authority de Manhattan, a viagem durou 1h30 e deixa na porta do parque. Para comprar, é só ir no guichê da NJ Transit dedicado exclusivamente ao Six Flags! Cada trecho custa $17. Já o ingresso do parque a dica é comprar pelo site. Comprando pelo menos três dias antes de ir fica $40, um desconto de 25 dólares que, acredite, você vai torrar tudo no parque já que bolsas/mochilas não podem ir nos brinquedos e devem ficar em armários, todos pagos. E fique ligado na programação de dias no site, pois o parque só funciona de Março até Novembro, ou seja, esqueça ir no inverno!

– Nathalie

15 pessoas curtiram este post

Leia também: