Look maxi cardigan + meia arrastão

alice_look_meia_arrastao_01O frio continua por aqui com tudo! E é uma boa desculpa para misturar texturas, padronagens e tendências do momento sem se preocupar com o excesso de camadas. A grande questão é que você não precisa correr para as boutiques de luxo ou as redes de fast fashion internacionais para entrar em sintonia com o que está acontecendo nas passarelas. Digo isso porque sinto muito orgulho em ver como a moda vem ficando, cada vez, mais democrática e bem feita no nosso país. Sempre vesti roupas de fast fashion estrangeiras para atender aos meus desejos imediatos e agora é hora de valorizar o que é nosso. Um exemplo é o trabalho impecável que o time de pesquisa da Riachuelo vem fazendo. Seja no tricô, na linha de jeanswear ou nos acessórios. A equipe, que desenvolve estes produtos, está sempre viajando, ligada nos lançamentos, assim como as outras redes mundo afora.

Para este look, pensei em um mood sessentista com duas peças statement para usar #DoMeuJeitoRiachuelo. O maxi cardigan de tricô com esta mescla de fios claros, que foi feito pela Chloé, encontram harmonia com a calça com estampa de ladrilhos retrô, que lembra a padronagem da Prada, mas com outra cartela de cores. E, para arrematar a produção, a meia arrastão, que voltou à cena no styling de Inverno 2017 de Jeremy Scott. Escolhi a versão nude para ser mais leve. Nos pés, um scarpin rosa pastel da Miu Miu.

alice_look_meia_arrastao_04Saindo do mood retrô 60’s, é hora de ficar atenta às formas de vestir a meia arrastão preta. Vi tantas maneiras incríveis de usá-la. Mesmo no styling ousadíssimo de Jeremy Scott, que não basta a arrastão, precisa ter uma meia de algodão por baixo para compor o visual. Já a it-girl Alexa Chung não economizou na produção. Tem calça com xadrez vichy e sapatilha vermelha de bailarina da Miu Miu. Nas ruas, vale misturar com jeans e mocassim.

alice_look_meia_arrastao_03As irmãs Kendall e Kylie Jenner também incentivam a tendência! Além de circularem com suas meias, elas criaram para a sua marca também. Em outfits noturnos, vai bem com o clássico combo vestido + sandália e com alfaiataria de corte feminino, como apresentado por Eric Schlosberg. Em vez de losangos, Jason Wu mostrou que arrastão funciona bem em círculos.

Quantas ideias e caminhos criativos para transformar tendências. O grande segredo é adaptar ao seu estilo e arrasar!

Beijos, Alice

fhits_newyork_fall2017

233 pessoas curtiram este post

Leia também:

Look comfy + tênis aveludado em NY

Morning from NY!
Já cheguei muito animada! Está frio, céu azul e a paisagem branquinha, como puderam ver no meu Stories. Mas o dia já começou colorido como pude ver em alguns desfiles – como na estreia incrível de Raf Simons na Calvin Klein. Tão esperada e tão inspiradora. Em breve terá um post específico para falar das tendências que mais gostei dos primeiros desfiles e um apanhado focado no Raf e a sua primeira campanha para a marca norte-americana que foi apresentada esta semana. Artsy, chic. Esses belgas são impressionantes, né?
Diferente do colorido e artsy da passarela, eu prefiro um monocromático comfy para viajar de avião. Viagens longas pedem calças mais soltinhas, tênis e mochilas práticas, mas nada sem graça.
Um dos tecidos que estou amando é o veludo, que apareceu repaginado nas últimas estações e perdeu aquele ar de envelhecido. O toque e a aparência são cool! Você pode usar dos pés à cabeça, inclusive, no dia a dia.
Desta vez, optei por um look all black, que brinca com texturas e dois pontos de cor. A camiseta de algodão, da Lemon Basics, e o casaco longo de malha de cashmere, da Trousseau, contrastam com a calça de veludo, que tira o visual do óbvio. A dupla azul fica por conta do cachecol de pêlo, quentinho, e o tênis em veludo da Olympikus (que não dá vontade de tirar do pé). Quem diria que até os tênis entrariam nessa tendência. Com este espírito urbano dominando a moda, vamos sempre nos surpreender, não é?

tenis_olympikus_01

A boa notícia é que o tênis aveludado é versátil e dá aquele toque de feminilidade ao seu estilo. Combine com jeans, calça cropped ou uma saia midi e arrase.

tenis_olympikus_03Dica: azul, rosa envelhecido, lilás e burgundy são cores certeiras para quem já está querendo um par para chamar de seu.

tenis_olympikus_02A gente ainda vai ver muito do mood comfy encontrando esse luxo que está, cada vez, menos óbvio!

Beijo, Alice

fhits_newyork_fall2017

236 pessoas curtiram este post

Leia também:

O melhor da passarela | NYFW – 01

É incrível como a moda sempre nos surpreende. Os cenários, o novo caminho que as marcas vão tomando, o amadurecimento das coleções e como o sistema do “See Now, Buy Now” vem ganhando força. Ainda mais em Nova York, o paraíso do consumo de moda.

Quem começou com surpresas logo no primeiro dia foi Tommy Hilfiger. Nada de desfile aqui na Big Apple não. Pela primeira vez, ele levou sua apresentação para Los Angeles, mais especificamente para Venice Beach, um ponto de encontro dos descolados americanos. Afinal, depois do seu parque Tommyland, da última temporada, parece que ele entendeu que a atmosfera de diversão é o mais novo segredo do seu sucesso.

nyfw_day01_01Com Gigi Hadid abrindo o desfile e com Bella Hadid na sequência, prepare-se para ver muitas jaquetas bomber, croppeds nas versões regata, t-shirt e pólo (um clássico da marca), e ressuscitar itens noventistas, como a saia curta justíssima e a calça de cintura baixa com ar de cowboy/motociclista. Por outro lado, os looks comfy também aparecem nos maxisuéters e nas saias longas multicoloridas. Aliás, a cor foi tudo para a coleção, que teve desde a tradicional cartela composta por marinho, branco e vermelho aos vibrantes amarelos e metálicos. A estampas geométricas e com referência a bandeira norte-americana marcaram vestidos, saias e blusas, enquanto os bordados (muitos corações, coqueiros e símbolos fun) marcaram peças em jeans e camisetas.

nyfw_day01_02Se Nicholas K precisou escolher dois protagonistas para o seu Inverno, o veludo e a cor laranja ganharam a passarela com poder absoluto! Em um mood glam street dos anos 90, a dupla de estilistas Nicholas e Christoph Kunz investiu em vestidos assimétricos, camisas com amarrações, jaquetas pesadas, saias e macacões com detalhes utilitários (muitos bolsos!). Nos looks monocromáticos, mas com diferentes tecidos, a aposta foi deixar metalizados e verniz para os pés. As botas de cano curto deixaram o visual ainda mais cool.

 

nyfw_day01_03Tendo uma cartela terrosa superchic e materiais clássicos do inverno, a Noon by Noor trouxe a sua nova coleção um mix de veludo, camurça, lã e pelos na mesma tonalidade, mas com uma brincadeira incrível de texturas. O destaque fica para a alfaiataria masculina, mas soltinha e confortável, daquelas que dá vontade de usar todos os dias.

nyfw_day01_04O espírito boêmio da Erin Fetherston ganhou um tempero vindo do Marrocos e um romantismo de cidades como Sevilha e Paris. O resultado foi visto em vestidos compostos por camadas de franjas, echarpes e camisas de seda com estampas florais que lembram arabescos e novamente ele… o veludo. A predominância do burgundy também foi um dos pontos altos da coleção, que prova sua constante presença no guarda-roupa (oba!).

Para a primeira série de desfiles da NYFW, um verdadeiro deleite para os fashionistas. E um show de maestria dos designers que não cansam de nos impressionar.

Beijos, Alice

213 pessoas curtiram este post

Leia também: