Revista Moda F🌟hits + Estadão: Atitude 70’s

A italiana Pucci, reconhecida por suas estampas icônicas geométricas e multicoloridas, encontra a beleza tropical da brasileira, a força e o frescor para inspirar as mais novas versões de amarrações de lenços da temporada

Fotos: Jacques Dequeker Edição: Fhits

Faixa R$ 1.900 sobre lenço R$ 2.200 e faixa amarrada no braço R$ 1.000, todos Emilio Pucci. Brinco e anel, ambos Ana Rocha & Appolinario (preço sob consulta). Blazer Brunello Cucinelli R$ 16.700. Bota Paula Torres – R$ 985

 

Em sentido horário: Foto 1, Anel R$ 12.900 Ana Rocha & Appolinario. Calça R$4.200 com Blazer R$11.300, ambos Emilio Pucci. Lenço Emilio Pucci – R$ 1.980; Foto 2, Lenço Emilio Pucci – R$ 2.200. Anel R$4.900, Ana Rocha & Appolinario. Pelerine Blazer Gloria Coelho – R$ 3.256,97; Foto 3, Lenço Emilio Pucci – R$ 4.700. Piercing triplo com corrente de Ouro R$ 4.900, Brinco Anzol 6 Elos de Ouro R$ 4.900 e anel R$ 3.900,00, todos Ana Rocha & Appolinario. Capa R$ 16.700, camisa R$ 6.500, shorts (sob consulta) tudo Dolce & Gabbana. Mule Paula Torres – R$ 645; Foto 4, Lenço amarrado no cabelo R$ 1.000 e lenço voando R$ 4.000, ambos Emilio Pucci. Piercing 7 pérolas em ouro R$ 1.900, piercing callas de ouro R$ 3.600, brinco 5 pérolas botão de ouro e piercing gaivotas pérolas de ouro R$ 9.900, usado como anel, todos Ana Rocha & Appolinario; Blazer R$10.500 sobre camisa R$2.790 com calça R$4.050, tudo Salvatore Ferragamo

Foto 1, Lenço Emilio Pucci R$ 1.500,00. Brinco esfera diva de ouro R$ 5.900 com pingente rabixo diva de ouro R$ 2.900 e piercing infinito corrente de ouro R$ 4.900, usado como anel, ambos Ana Rocha & Appolinario. Camisa Fendi R$ 5.600; Foto 2,  Brinco R$ 12.900, Ana Rocha & Appolinario. Lenço usado como blusa R$ 2.300, lenço azul R$ 2.000, lenço rosa R$ 2.200, ambos voando, todos Emilio Pucci. Jaqueta R$ 1.998 e calça R$ 1.058, ambas Lafort. Sandália Vicenza R$ 449,90

Lenço Emilio Pucci R$ 2.100. Anel Ana Rocha & Appolinario (preço sob consulta).
Vestido gorro Andreza Chagas para Glória Coelho R$ 1.819,97

Direção Criativa: Fhits/ Styling: Alexandre Dornellas/ Produção de Moda: Vanessa Bardac/ Assistente de Produção de Moda: Larissa Salinas/ Beleza: Renato Mardonis/ Assistente de beleza: Lucas Lobo/ Assistentes de fotografia: Fabiano Pedrollo e Bruno Bralfper/ Retoque: Montanha

F*Hits + Dior em Arles

Esse tempo aqui na Europa tem sido muito especial. Um verdadeiro momento para colecionar uma série de experiências únicas, ao lado de pessoas incríveis. Sem falar que, dentro do contexto “moda”, vivenciar algumas histórias nos permite criar uma relação ainda mais forte com o DNA de algumas marcas. No caso da Dior, além da viagem deliciosa que fiz a Grasse, posso dizer que me surpreendi com um convite para ir à comuna de Arles. Até setembro, a cidade se transforma na capital da fotografia e a marca foi a primeira a apoiar o evento, em 2017, com a obra “Annie Leibovitz: Archive project #1: The early years”. Neste ano, a maison francesa retorna para a segunda edição do projeto. E isso mostra como o vínculo com a arte é genuíno.

 

Por lá, acontece o “Dior: The Art of Color”, prêmio internacional de fotografia da Dior para jovens talentos, que é uma competição pensada para incentivar o diálogo entre escolas de artes e fotografia ao redor do mundo. A segunda edição do “Prêmio de Fotografia para Jovens Talentos”, que foi desenvolvido com a escola francesa ENSP e oferecida pela Luma Arles, está aberta a estudantes de fotografia e recém-graduados vindos de países como França, Reino Unido, Estados Unidos, China, Coreia do Sul, Japão, Suíça, África do Sul, Oriente Médio e México, primeiro país da América Latina a participar. O tema da vez foi “Face das Mulheres” e nas palavras “Cor”, “Feminilidade” e “Beleza”. Há uma menção especial para o trabalho que revela “Joy” (alegria), que faz referência à fragrância mais recente da casa, Joy by Dior. Tive a chance de encontrar a vencedora do prêmio, Gangao Lang, e um dos nomes mais importantes da Dior, como Peter Philips, o diretor criativo de imagem e maquiagem da maison.

De um passeio por um campo de girassóis ao Amphitheatre da cidade, que foi construído por volta dos anos 90 D.C. Lá, o ar é leve e tem uma luz inexplicável. Cada canto de Arles traz detalhes encantadores. E nada mais justo que levar artistas e fotógrafos a esta região tão deslumbrante. Um lugar para suspirar e querer guardar cada lembrança com muito carinho na memória.

TBT – Look dos meus 15 anos

1

Como é bom olhar álbuns de fotografia, olhar como eram os nossos “looks do dia” e recordar também os cenários que fizeram parte da nossa história. Para inaugurar a seção “TBT”, escolhi uma foto do meu aniversário de 15 anos, que aconteceu na minha casa, onde nasci e morei até casar. Esses tijolos à vista dão aquela sensação gostosa de conforto, aquele feeling “cozy”. Dá uma saudade! Ficava no Morumbi, em São Paulo, e foi construída por William Gorham, um arquiteto norte-americano e amigo do meu pai. O seu trabalho era inspirado na estética de Washington, com os tijolinhos evidentes e tinha uma elegância. Ao fundo, o décor contava com relógios da coleção da minha mãe (ela amava esses tipos que fazem barulhinho).

A minha mãe sempre gostou muito de moda e nos deixava sempre impecáveis. Claro que tinham algumas das minhas irmãs que gostavam menos, mas eu amava. Então, sempre foi uma delícia ter essa experiência de me vestir com ela. Não era um esforço para mim. Era uma sintonia natural. A moda sempre nos uniu.

Agora, vamos falar sobre os destaques das produções! O meu conjunto marsala era feito de chamois e tinha shape cachecouer. Essa modelagem é perfeita para dar um movimento e para usar com sobreposições. Por baixo, uma camisa com gola fechada e broche, um ponto de luz que a minha mãe adorava. Ela optou por um visual monocromático, que tinha um leve franzido na lateral, e o par de mules brancas com recorte arredondado no cabedal.

2Impossível não relacionar às tendências dos desfiles. É automático! Os franzidos laterais, com aquele elástico, foi visto na passarela de Spring 2017 da Louis Vuitton. Elegante ao extremo! Já a camisa da minha mãe remeteu diretamente à versão apresentada pela Balenciaga – da cor ao broche e o drapeado sobreposto. Muito cool. O sapato branco do lookbook da marca italiana Attico, com mesmo “decote”, trouxe a lembrança de imediato.

Como é bom ter essas recordações! Você já teve essa sensação de voltar ao passado (por um instante) por causa da moda? Mesmo com a tecnologia avançando cada vez mais em direção ao digital, é incrível ter registros impressos e guardados em porta-retratos.