Revista Moda F🌟hits + Estadão: O novo rosto da moda

Kaia Gerber se destaca da sombra da mãe, Cindy Crawford, ícone da era das supermodels nos anos 1980, dentro e fora das passarelas. Longe dos estereótipos curvilíneos, ela imprime uma nova beleza, mais natural e despojada

Existe alguém que nasceu na moda e literalmente tinha uma referência do que esperava na indústria, esse alguém é Kaia Gerber. Convivendo em um círculo de relacionamentos criado por sua mãe, Cindy Crawford, e pai, o ex-modelo e empresário Rande Gerber, hoje ela está em uma construção sólida de sua própria carreira como modelo. Após tanto tempo vivendo em uma atmosfera baseada no clã Kardashian Jenner, a moda precisava de um frescor, e Kaia serve como referência de estilo para mulheres de diferentes idades. Isso é o mais curioso sobre ela: Como consegue atingir públicos tão diferentes sendo ainda tão nova?

A americana, de 18 anos, tem aparecido nos desfiles certos e se transformou no rosto da moda de marcas como Chanel, Prada, Bottega Veneta , Givenchy e Miu Miu. Sua beleza clássica traz um contraste novo para esta geração. Nada de bocão, cabelão e corpão. Ela tem traços delicados, cabelos curtos e, fora de cena, aparece praticamente sem maquiagem. Uma representação oposta do que foi visto por tanto tempo nos holofotes – com superproduções, curvas acentuadíssimas e contornos. Um surreal irreal que já cansou.

Os excessos podem ter sido o estopim para validar a necessidade de uma nova referência. A moda pede isso o tempo todo. Um certo distanciamento do que é tendência permite chegar ao que é realmente belo – e não estamos falando sobre perfeição. O equilíbrio em si é o resultado dessa busca, nem mais, nem menos. Kaia parece tirar de letra essa equação. Ela assumiu o corte de cabelo acima dos ombros. O corpo, além da genética dos pais, é trabalhado com uma combinação de exercícios e alimentação saudável. No rosto, um ritual de skincare precioso, mas coerente com a idade.

 

Desde o desfile do verão 2018, da Calvin Klein, aos 16 anos, Kaia é observada. Na ocasião, ela foi vista pela primeira vez cruzando uma passarela, com seu olhar ainda tímido. Logo em seguida, as publicações adotaram novas medidas sobre limitações de idade no setor, ou seja, que nenhuma modelo com menos de 18 anos poderia aparecer nos editoriais. Essas decisões foram tomadas a partir da série de assédios e agressões sexuais em meio aos movimentos #MeToo e Time’s Up. E ela, em vez de sentir que foi prejudicada, viu nisso uma oportunidade para ser ouvida e respeitada – algo que, claramente, não era muito comum na época em que Cindy começou, na década de 1980. Após alcançar a idade certa, Kaia marcou capas de revistas mundo afora. A sua maturidade a fez ganhar o público, não só pela beleza, mas pela personalidade. Segundo a própria, seus pais nunca tiveram uma “mesa” para os filhos. O fato de os pais nunca terem isolado Kaia e o irmão, o também modelo Presley, foi uma forma de deixá-la ainda mais confiante.

 

De acordo com ela, é um elogio incrível quando a comparam com Cindy – seja pela sua forma de agir ou de ver o mundo. O que é especial nessa relação entre as duas é a maneira como separam as situações: cada uma representa a sua geração na moda. Durante a temporada do verão 2018 da Versace, Cindy apareceu ao lado de Carla Bru- ni, Claudia Schiffer, Naomi e Helena Christensen no desfile em uma coleção que homenageia o estilista Gianni Versace. Na mes- ma apresentação, ela e a filha estiveram juntas na passarela.
Com tantas evidências de es- tar seguindo os passos da mãe na carreira, Kaia mostra seu olhar contemporâneo para o que é a moda e a vida de modelo. Sem falar nas suas experiências que, invariavelmente, tem o adendo das redes sociais – o que favorece essa comunicação ainda mais direta com seus seguidores. Algo muito distante da forma como Cindy lidava com seus fãs.
Tudo indica que na moda também a fruta não cai muito longe do pé.

Get the Style | Cate Blanchett

cate_blanchettA inspiração que escolhi para falar essa semana é da atriz australiana Cate Blanchett.

Chiquérrima e talentosíssima, Cate ficou famosa interpretando papéis épicos, como da Rainha Elisabeth (onde eu saí do filme sendo a Elisabeth kkk, sim me apaixonei e senti empatia instantânea pelo personagem e atriz) mas ganhou o Oscar na comédia dramática de Woody Allen, Blue Jasmine, de 2013.Blue_Jasmine

cate_blanchett_01
Além da carreira brilhante, Cate também sabe se destacar quando o assunto é moda.

cate_blanchett_02 cate_blanchett_03 cate_blanchett_09
Uma das atrizes favoritas de Anna Wintour, Cate é clássica, chique e muito elegante, amo seu estilo discreto mas marcante sempre.
 
Nos looks, ela é adepta de tons claros, que combinam perfeitamente com o seu tom de pele, mas sem apagar o seu brilho.

cate_blanchett_04

cate_blanchett_08 cate_blanchett_07Ela é fã de estilos monocromáticos – com tons off white e areia -, mas também sabe muito bem como trazer o brilho e o dourado para o red carpet em looks exagerados, que quando ela usa, parecem simples.cate_blanchett_06 cate_blanchett_05

A atriz sempre escolhe um bom scarpin clássico,  surge também com uma saia longa e volumosa, com uma sandália estilo Birken e, de novo, rouba meu coração.
 
Seja atuando ou na sua forma de vestir, Cate Blanchett sabe como ninguém expressar sofisticação e personalidade.

Com certeza, é uma mulher para Get The Style!

Beijos, Alice

Get The Style – Anna Wintour

Get-the-style_anna-wintour_01Está aqui um post que faz tempo eu tinha vontade de fazer.

O mundo da moda sempre prestigia as mais jovens, mas mulheres com atitude e estilo não tem idade. Um forte exemplo é a editora da Vogue América, Anna Wintour.

Mais conhecida por ser uma titã dos negócios da moda, eu realmente tenho uma grande admiração pelo estilo de Anna.

Impecável como poucas, magérrima e com o mesmo penteado há décadas, o estilo de Anna evolui e encanta, sem nunca perder uma atitude atual e relevante.

Seja com um terno Chanel, algo que sempre fez parte de seu estilo, ou coloridas e marcantes peles; ou aos eternos vestidos estampados ladylike com a cintura marcada – e que cintura fininha! – Anna sempre arrisca e nunca erra. Ela não tem medo de cores ou brilhos, mas sempre aparenta uma sobriedade de dar inveja.

Selecionei algumas imagens super marcantes que definem o estilo dessa leoa da moda:

01. Ternos Chanel

Get-the-style_anna-wintour_02 Get-the-style_anna-wintour_0302. As famosas peles

Get-the-style_anna-wintour_0503. Red Carpet

Get-the-style_anna-wintour_0404. Modelagem ladylike com casaqueto no ombro

Get-the-style_anna-wintour_06 Get-the-style_anna-wintour_07

Beijos, Alice