menucelular

fecharmenu

MFW: Max Mara Spring Summer 2020

É fato: toda fashionista elege suas marcas queridinhas. Seja pela estética, filosofia, história ou pela proximidade que acabamos tendo como consumidoras. No caso da Max Mara, tenho uma espécie de admiração pelo estilo e pelos conceitos criativos, que apresentam uma série de itens superdesejáveis, elegantes e, claro, considerados alguns dos clássicos da moda. Um exemplo? O casaco 101801, que tem o mesmo significado do trench coat para a Burberry e a Saddle Bag para a Dior. Ou seja, é um dos ícones que já ganhou o guarda-roupa de mulheres consideradas as mais chiques do mundo – e, na lista, constam nomes como das atrizes Cate Blanchett e Isabella Rossellini.

Além de ser uma grande lançadora de peças statement, vejo que a grife, atualmente comandada por Ian Griffiths, tem uma preocupação em se aproximar da sua cliente, repaginando seus visuais com propostas modernas e adequando às transformações que vêm das ruas. Por isso, a invasão do sportswear, utilitário e até da alfaiataria tradicional masculino nas últimas temporadas. Para o Verão 2020, a cartela pastel deu vida às influências urbanas. De um lado, os vestidos com cortes acinturados + estrutura nadadora no decote e cavas (detalhes que lembram os maiôs esportivos). Do outro, a brincadeira de sobreposição de camisas cobertas por bolsos fole e blazers em tons azul claríssimo, amarelo candy, lavanda e verde.

Na sequência de criações voltadas para esta conexão entre tailoring e utilitarismo, o diretor criativo trabalhou também com as versões baseadas na paleta neutra, entre terrosos e acizentados. Logo à primeir vista, já deu para identificar que a ideia foi mostrar que, até mesmo as produções com perfume boyish, podem ser renovadas – e carregar aquele toque de contemporaneidade na medida certa.

The last, but not the least, o poá. Recentemente, tenho visto que diversas marcas estão investindo na estampa de forma cool e sofisticada. Aqui, Ian Griffiths mostrou que recortes, diferentes combinações e tamanhos de polka dots podem ser o caminho para criar produções full printed fora do comum. Claro, e impressionar seu público que, acima de tudo, vê a label italiana como uma poderosa fonte de referências – muito além do próprio consumo. Afinal, a moda é feita para nos surpreender – sempre!

Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Blog da Alice Ferraz 2013®. Todos os direitos reservados.