menucelular

fecharmenu

Leonard Paris

É indiscutível que a França tem as casas de moda mais importantes e tradicionais do mundo. Afinal, é por lá que grandes criadores contemporâneos passaram, estudaram e tiveram suas experiências. Hoje, além das icônicas Dior, Chanel, Louis Vuitton, Saint Laurent e Givenchy, por exemplo, há nomes menos conhecidos por aqui, mas que têm muita história para contar e relevância para o mundo fashion. Entre elas está a Leonard Paris que, assim como a Poiret, está de volta à cena com muita força. A label se manteve desfilando nas passarelas francesas, mas, recentemente, tem valorizado cada vez mais sua trajetória. Na última Paris Fashion Week, fui ao desfile e foi tão especial. Inclusive, lembrei que a primeira peça estampada que comprei, de uma marca internacional, foi da Leonard. Isso porque a grife, criada por Daniel Tribouillard, é conhecida pela revolução no processo de desenvolvimento de padronagens florais no início da década de 1960. Em apenas alguns anos, encorajado pelo sucesso dos seus padrões floridos, Tribouillard expandiu a marca para o cenário mundial – em 1968 – Tribouillard apresentou sua primeira coleção de vestidos em jersey de seda com um slogan enfatizando a leveza do tecido. E, além de todo seu talento para a estamparia, o estilista foi contratado pelo governo japonês, em 1983, para atualizar o quimono, sendo conhecido como o primeiro ocidental a fazê-lo na história.

Eu, que sou encantada pelos vários tipos de flower patten, fico tão contente em ver que a marca apresenta uma série de versões super desejáveis, femininas e modernas. Há desde as versões mais miúdas, como feita para a coleção de fall 2014, às opções maxi, algumas com aparência digital, outras aquareladas. Os contrastes de tonalidades são incríveis, assim como o styling, que propõe novas formas de usar o floral. Um universo de inspirações sem fim!

 

 

3 pessoas curtiram este post

Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Blog da Alice Ferraz 2013®. Todos os direitos reservados.