menucelular

fecharmenu

The it-bag: Dior Saddle Bag

Ultimamente, a moda vem buscando renovar seus grandes ícones. Fico feliz em ver como nada fica esquecido e os itens ganham ainda mais força para apresentar às novas gerações propostas pensadas por grifes importantes em determinada época. Na Christian Dior, a era John Galliano, que durou entre 1996 a 2011, trouxe uma série de representações teatrais, fantásticas e cheias de lançamentos marcantes.

Entre as suas principais criações está a Saddle Bag, ou também chamada de “bolsa sela”, que tem um formato assimétrico, e foi muito usada pela personagem de Sarah Jessica Parker (a eterna Carrie Brandshaw) em Sex and The City. O modelo criado em 1999 surge, agora, com o desejo de liberdade e resgate ao “heritage” da grife conhecida por seus itens de desejo, com a reinterpretação de Maria Grazia Chiuri. Como parte de sua coleção outono/inverno 2018, que foi desfilada em fevereiro, a maison apresentou a bolsa em vários estilos diferentes, incluindo a assinatura da logomarca da Dior (a Dior Oblique), algumas em couro preto simples e outras cobertas por retalhos inspirados nos anos 70. O mais incrível da novidade é que as alças removíveis permitem que o modelo seja usado cruzado no corpo para total conforto, atitude e movimento.

A minha escolha marinho traz inspiração na linha vintage. O trabalho é desenvolvido em uma tela de jacquard, chamada de “tapeçaria de Flandres”, criando um pattern a partir do próprio logo da Dior. Eu amo a alça com aplicações metalizadas e uma certa vibe boho chic, que é capaz de transformar qualquer look minimalista! Minha nova parceira de aventuras do dia a dia.

 

Além de combinar elementos do passado e modernidade, a Saddle Bag é a típica bolsa versátil, perfeita para acompanhar a nossa rotina. Sem falar no seu grande poder de transformação – ela deixa as produções casuais superelegantes. Aqui, o F*hits team prova que propostas que combinam camisaria, jeans, listras ou cropped tops fazem match sofisticado e cool.

Um comeback incrível! Maria Grazia vem surpreendendo com suas buscas a um passado rico e cheio de elementos interessantes. É importante que os diretores criativos mergulhem em seus arquivos e bebam da fonte mais pura da label onde trabalham.

3 pessoas curtiram este post

Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Blog da Alice Ferraz 2013®. Todos os direitos reservados.