menucelular

fecharmenu

Must go: três exposições em São Paulo

1

Um dos pontos altos de São Paulo, sem dúvida, é a sua cena cultural. Há uma série de exposições imperdíveis para os admiradores de arte. É um dos meus programas preferidos, afinal, é um dos elos mais marcantes com a moda e, eventualmente, os estilistas bebem de fontes artísticas para desenvolver as suas coleções. É importante ficar de olhos bem abertos para entender esta conexão de conceito e estética. E eu tenho uma guia muito especial para estes programas. A minha irmã Ana Carolina, que é editora de cultura da Vogue, sempre sabe de tudo que está acontecendo e sigo muito as suas dicas. Nos meus finais de semana, costumo tirar um tempo para visitar centros culturais e museus, como a Japan House, MASP e MIS. Os três estão com exibições incríveis acontecendo neste mês e vale a pena mergulhar nos seus diferentes universos, que inclui a arquitetura japonesa, pós-impressionismo francês e a tecnologia norte-americana.2

O arquiteto responsável pela construção da Japan House, Kengo Kuma, é conhecido pelo seu trabalho que valoriza o trabalho artesanal, a luz natural e os elementos orgânicos. Para a sua mostra no centro cultural localizado na Avenida Paulista, há diversas maquetes, que representam seus projetos criados em várias cidades do mundo, como o novo estádio olímpico de Tóquio para 2020, a academia de arte coreana são alguns exemplos. A Tea House, um balão com o véu, está localizado no primeiro andar do prédio e é lindo. Você pode visitar até o dia 10 de setembro e a entrada é gratuita.

3

Outro “must go” é a mostra do artista pós-impressionista francês Henri de Toulouse-Lautrec. Fui há algumas semanas e achei maravilhoso. É uma imersão fantástica ao passado. Ele foi um dos nomes europeus mais importantes do final do século XIX. Até 1 de outubro, o MASP apresenta as suas obras, e reúne 75 pinturas e 50 documentos. O espaço da “Toulouse-Lautrec em Vermelho” traz todo o universo do pintor, entre quadros com burgueses, dançarinas e os seus amigos que frequentavam os salões de festas luxuosos em Paris.

4Na exposição de Steve Jobs no MIS, o Fernando foi comigo e, como ele adora tecnologia, acabei entrando no encantamento deste grande visionário. A mostra apresenta mais de 200 itens, como fotos e filmes, que dão a dica de como ele pensava e desenvolvia conceitos revolucionários. O décor é impecável. As cores, os painéis, toda a comunicação e disposição das peças (como o primeiro computador pessoal, o Lisa, lançado em 1983) foi muito bem pensada.

São três exibições diferentes, mas todas conversam com a cultura que vivemos hoje. É impossível não se identificar e sentir a influência delas no nosso estilo de vida – principalmente as invenções de Steve Jobs, que mudaram completamente a forma de se comunicar. Visitas que valem muito!

 

213 pessoas curtiram este post

Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Blog da Alice Ferraz 2013®. Todos os direitos reservados.