menucelular

fecharmenu

Fall 2017 Couture: Dior, Ralph & Russo e Giambattista Valli

capa

As ruas e as passarelas são grandes fontes de inspiração durante esta semana. Eu adoro a atmosfera fashionista que sempre domina Paris quando há eventos de moda. É único! As grandes marcas também fazem a sua parte e apresentam coleções cheias de surpresas que contam histórias além das roupas.

No show da Dior, a segunda criação de Maria Grazia Chiuri para a Alta Costura da maison celebrou os 70 anos de fundação da grife e reuniu peças que representavam cada viagem de Mr. Dior para alguns países da África, Oriente Médio e Japão. Foi uma elegância ao nível máximo!  A cor cinza é o elo entre o masculino e feminino, que inicia com alfaiataria marcante e vai ao encontro da leveza dos vestidos plissados, com certo romantismo. Os comprimentos longos, às vezes mídi, dão aos looks uma sofisticação misteriosa, entre veludos molhados, crepes de seda e tecidos encorpados, como os tradicionais tailoring. Para dar ainda mais força às mulheres da maison, todos os looks tinham a cintura marcada, inclusive, os conjuntos boyish. Foi a coisa mais linda.

1

Uma cena de filme e definitivamente os vestidos mais lindos que já vi na vida! A Ralph & Russo investiram as suas fichas em peças ricas em detalhes e movimento com camadas, franjas, muitos bordados, penas de avestruz, transparências, tecidos acetinados e alguns modelos ganharam caudas. Adorei o conjunto de tweed com interferência de babados de seda na saia.

4

Nessa temporada, a Giambattista Valli trouxe flores e jardins de Paris para a sua coleção em homenagem à beleza das mulheres, transformando-as em deusas e combinando vestidos de tule ultra volumosos com rasteiras e sapatilhas de ballet, traduzindo o equilíbrio perfeito entre feminilidade, conforto e leveza. Fiquei encantada pelos monocromáticos, como o longo vermelho com alças caídas e o rosa clarinho com franzidos, sobreposição peplum (o babado na cintura), e o transparente com aplicação de flores.

3Acho incrível como a Alta Costura consegue representar a delicadeza do perfeccionismo em coleções compostas por uma infinidade de looks. Na Dior, por exemplo, foram quase 70 looks que reúnem acessórios, sobreposições de peças e muitos detalhes – todos handmade. Mais uma forma de se encantar com a moda.

 

 

427 pessoas curtiram este post

Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Blog da Alice Ferraz 2013®. Todos os direitos reservados.