menucelular

fecharmenu

Destaques do último dia na PFW: Chanel, Miu Miu e Louis Vuitton

Chegamos ao grand finale da semana de moda parisiense (e do longo calendário de Inverno 2017 do hemisfério norte). O tempo parecia que ia demorar para passar, mas eis que foi tão rápido. Parece que foi ontem que embarquei para Nova York, o meu primeiro destino nesta temporada.

Quem me acompanha desde o início (tanto nas redes quanto por aqui), sabe que, cada dia, é um boom de informações, desejos e grandes acontecimentos. Mas a moda é feita de surpresas, não é? E essa rotina inquieta é tão contagiante que é difícil chegar no final do dia e pensar que algo não valeu a pena.

Bom, voltando aos grandes e mais esperados shows da season, Chanel, Miu Miu e Louis Vuitton encerraram com chave de ouro a série de desfiles na terra da Torre Eiffel. Começando com a maison liderada por Karl Lagerfeld, que sempre é um acontecimento marcante e com cenário completamente inusitado.

last_day_PFW_01

O clima futurístico proposto pelo estilista contou, inclusive, com um foguete no centro da passarela. O mood sessentista deu as caras tanto na beleza, marcada por topetes e cílios ultra-marcados, quanto nas peças com golas amplas, nos uniformes espaciais, além das botas cobertas por glitter à la Moon Girls, capas matelassadas em tons metalizados e os shapes curtos.

 

last_day_PFW_02 Já Miuccia Prada criou um universo apeluciado. Das escadas cobertas por pelos roxos vinham as suas Miu Miu girls vestindo tons pastel, peças plastificadas, muito pelo e brilhos que cobriam vestidos superdescolados.

last_day_PFW_03No Museu do Louvre, Nicolas Ghesquière misturou referências de delicadeza e atitude forte para a sua mulher super moderna. O bourdoir ganhou destaque em vestidos de paetés com fendas rendadas ou saias envernizadas. No contraponto, a atitude urbana ganhou poder com as peças com estampas xadrez, algumas black and white, outras vermelhas com interferências metalizadas em jaquetas e vestidos arrematados com cintos para marcar a silhueta.

Com tantos desfiles, propostas, estilos e novidades, é difícil escolher o preferido, não é? Foram quatro capitais, centenas e mais centenas de looks com peças superdesejáveis e que, sem dúvida, mostram que a moda permanece forte com uma geração (sem target!) de criadores fazendo trabalhos brilhantes. Alguns nomes saem de cena e outros surgem em seus debuts dando o seu melhor e mostrando a que vieram.
A moda é feita de suspiros, arrepios e emoções fortíssimas que vão além das roupas bem cortadas ou do trabalho excepcional handmade. É o reflexo do aqui e do agora – e do futuro, por que não?

Beijos, Alice

fhits_Pfw

198 pessoas curtiram este post

Leia também:

Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Blog da Alice Ferraz 2013®. Todos os direitos reservados.