menucelular

fecharmenu

A primeira Calvin Klein por Raf Simons

calvin-klein_fall2017_01Que atire a primeira pedra a fashionista que não estava aguardando ansiosamente pela estreia de Raf Simons à frente da Calvin Klein. Eu estava curiosíssima para ver como seria o direcionamento da marca norte-americana nas mãos do estilista belga.

E o designer fez falta na moda durante este gap após a sua saída da Dior, em 2015, onde deixou um legado de criações apaixonantes, entre cores vivas, silhuetas superfemininas e modernas na mesma medida, sem falar no trabalho rico em bordados e rendas.

O mistério sobre para onde o estilista iria só foi desvendado em agosto de 2016, quando Business of Fashion disparou um “Breaking News” (daqueles emails que assustam a gente, sabe?). Logo que o estilista brasileiro Francisco Costa, quem comandou a direção criativa da marca americana durante 14 anos, se despediu da CK Collection, algumas pessoas já apostavam em Raf como sucessor.

“O desfile de moda mais esperado em décadas foi uma apresentação brilhante”. Foi assim que Cathy Horyn, do New York Times Magazine, definiu a nova passarela da Calvin Klein. E uma multidão concordou! Diferente do minimalismo all white, all black, all gray e das modelagens clean de Costa, Raf Simons apostou no que sabe fazer bem: colocar cor e vida nas suas criações.

O “Americanismo” de Raf era outro. Ao som de “This is not America”, de Bowie, modelos entraram em cena com uniformes de alfaiataria típicos masculinos em looks color blocking, assimetrias, comprimentos midi chique, brincadeira de sobreposições (como as mangas de tricô caneladas por cima de um paletó), jaquetas de xerife (com aquele pelo na gola) bordadas com flores metalizadas, vestidos super delicados com bordados de flores em tons de rosa e uma combinação moderna de casaco de pele dourada por baixo de uma camada de plástico. Não bastou um, ele investiu na versão com plumas. Uma miscelânea de referências, materiais, ideias. Tudo para abrir uma nova era da CK com magia e mostrar a importância de celebrar a moda e todas as pessoas envolvidas nela.

calvin-klein_fall2017_02Na terça-feira passada, a campanha de Verão 2017 da marca foi uma espécie de teaser desta nova fase. Um ou dois modelos, vestindo suas peças emblemáticas, como a regata branca de algodão, o jeans índigo e o underwear, em frente à uma obra de arte norte-americana, de artistas famosos como Andy Warhol, Sterling Ruby, Richard Prince e Dan Flavin. Uma comparação inteligente entre as roupas e os quadros de um país que, volta e meia, precisa relembrar alguns dos seus “clássicos”.

// Campanha Calvin Klein //

calvin-klein_fall2017_03 calvin-klein_fall2017_04Agora me conte: aprovada a nova CK?

Por aqui, só tenho aplausos!

Beijos, Alice

fhits_newyork_fall2017

221 pessoas curtiram este post

Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Blog da Alice Ferraz 2013®. Todos os direitos reservados.